Contatos: Tel: 11 3287 2666
Abrasimetro Martindale - TC 145
abrasimetro-martindale-tc-145posicoes-abrasimetro-martindale-tc-145

Abrasímetro martindale

   O abrasímetro  tem como objetivo a determinação de resistência à abrasão, formação de pilling e fuzzing em corpos de provas, secos ou úmidos, como meias, luvas, tecidos para estofados, não-tecidos, tecidos para palmilhas, tecidos automotivos, tecidos agulhados, tecidos de lã em geral, tapetes, couro, madeira (microscratch), fibras mistas em geral, entre outros.

Categorias , , , , , , , , , , , , , , , , , Etiqueta: Product ID: 1587
   

Descrição do produto

       O abrasímetro modelo TC 145 tem como objetivo a determinação de resistência à abrasão, formação de pilling e fuzzing (aglomerados de fibras sem formação de pilling) de corpos de provas secos ou úmidos, como meias, luvas, tecidos para estofados, não-tecidos, tecidos para palmilhas, tecidos automotivos, tecidos agulhados, tecidos de lã em geral, tapetes, couro, madeira (microscratch), fibras mistas em geral, entre outros.

       Possibilita avaliar o desgaste tanto pela perda de peso quanto pela alteração da aparência geral do material e, além disso, permite avaliar qualquer alteração de cor devido à abrasão.

 

Operação:  

       O Abrasímetro é constituído por uma placa base onde estão as mesas. Esta placa base é movida horizontalmente em forma de uma figura conhecida como lissajou. As figuras lissajous são feitas a partir de um círculo que gradualmente se transforma em uma elipse até se tornar totalmente uma linha, variando a direção do movimento para que ao final do processo seja formada uma lissajou completa (Norma ISO 12945-2).

figura-de-lissajou-abrasimetro-martindale-tc-145       Este padrão de movimento sob a ação de pesos, que exercem pressão de 9 ou 12 Kpa, garante que as amostras sejam friccionadas em todas as direções, proporcionando desgaste uniforme nas mesmas. É possível interromper o teste de uma das amostras, removendo-a durante o teste, e retornando-a mais adiante, reativando a contagem individual da amostra em questão.

  • Para o teste de abrasão:

       O material abrasivo é friccionado contra a amostra que é fixada sobre os pratos de abrasão inferior. O teste termina quando o corpo de prova atinge determinado grau de desgaste ou após um número de ciclos selecionado.

  • Para o teste de pilling:

       Usando o movimento de lissajous, pares de amostras são friccionadas uma contra a outra por 125, 200 e 500 ciclos para cada par, ou conjunto de pares respectivamente. O grau de pilling é avaliado através de comparação com padrões fotográficos preparados pela EMPA 911 e EMPA 912 (EidgenoessicheMaterialpruefungsundVersuchsanstalt), que permitem a classificação numérica em função da intensidade da formação de pilling e grau de fuzzing na superfície da amostra.

Características:

– Velocidade: 47,5 rpm ± 2,5 rpm (ajustável)

– Alimentação: 220V – 60 Hz

– Consumo: 1.000W

– Potência: 120W

Outras características:

– Disponível em 4, 6, 8 ou 9 posições de teste, que podem ser programadas individualmente

– Funções intervalo e fim de teste com alarme sonoro

– Pressão de trabalho na amostra de teste de pilling: 2,5cN/cm² ou 6,5cN/cm²

– Total de batidas dos pinos internos e externo para abrasão: 60,5 mm (precisão de ± 0,5 mm)

– Total de batidas dos pinos internos e externo para pilling: 24 mm(precisão de ± 0,5 mm)

– Paralelismo do prato superior da mesa esfoladora: ± 0,05 mm

– Paralelismo circunferencial dos porta-amostras à mesa esfoladora: 0,05 mm

Acessórios e insumos (obs. Nem todos os itens citados neste tópico acompanham o aparelho. Consulte-nos para mais informações):

– Tecido abrasivo de lã SM25

– Lâminas para cortador circular

– Lâminas para cortador circular com ø 38 mm

– Escala Cinza ISO A02 degradação da cor

– Escala Cinza ISO A03 transferência de cor

– Escala Cinza AATCC EP 1 degradação da cor

– Escala Cinza AATCC EP 2 transferência de cor

– Match Color – Cabine de cores TC 280 

– Cortador de amostras circulares Ø 90 mm

– Cabine de observação TC 395

– Padrão fotográfico SM 50 para tecidos

– Padrão fotográfico SM 54 para malhas

– Padrão fotográfico ASTM 3512

– Padrão fotográfico EMPA Knitted

– Padrão fotográfico EMPA woven

– Caneta de Lissajous

– Lixa para o teste da norma EN 388

– Espuma de poliuretano para Martindale

– Feltros de lã para Martindale

– Anéis de borracha para fixação da amostra no suporte

– Feltros de deslizamento e Graxa de lítio

– Lixas Scotch-Brite Abradant 

– Abradant 311110 – 70% Viscose/ 30% Linho

– Lixa Martindale ADIDAS GE 63

– Velcros

Atende às normas:

Norma Título
ABNT NBR ISO 20344 – 6.12 Equipamentos de proteção individual – Métodos de ensaio para calçados – Determinação da resistência à abrasão do forro e palmilha interna
ASTM D 4966 Standard Test Method for Abrasion Resistance of Textile Fabrics
ASTM D 4970 Standard Test Method for Pilling Resistance and Other Related Surface Changes of Textiles Fabrics
EN 13520 Footwear – Test Methods For Uppers, Lining And Insocks – Abrasion Resistance
EN 13770 Determination of the abrasion resistance of knitted footwear garments
EN 14325 Protective clothing against chemicals. Test methods and performance classification of chemical protective clothing materials, seams, joins and assemblages
EN 14605 Protective clothing against liquid chemicals. Performance requirements for clothing with liquid-tight (Type 3) or spray-tight (Type 4) connections, including items providing protection to parts of the body only (Types PB [3] and PB [4])
EN 388 Gloves Giving Protection from Mechanical Risks
EN 943 Protective clothing against liquid and gaseous chemicals, aerosols and solid particles. Performance requirements for ventilated and non-ventilated “gas-tight” and “non-gas-tight” chemical protective suits
EN ISO 12945-2 Determination of fabric propensity to surface fuzzing and to pilling Modified Martindale method
EN ISO 12947  Textiles — Determination of the abrasion resistance of fabrics by the Martindale method 
EN ISO 20344 Personal protective equipment -Test methods for footwear
IS 12673 Textile fabrics – Methods for determination abrasion resistance
ISO 17704 Test methods for uppers, linings and insocks- Abrasion resistance
ISO 5470-2 Rubber- or plastics-coated fabrics – Determination of abrasion resistance
JIS L 1096 Testing methods for woven and knitted fabrics
M&S P17 Pilling method P1
M&S P18  
M&S P19 Martindale Abrasion Resistance of Apparel Fabrics
NEXT 18  
NEXT 26  
SN 198525 Testing Of Textiles; Testing Of Pilling-resistance
SN 198529 Testing Of Textiles; Abrasion Resistance; Martindale Method

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Abrasímetro martindale”